_MG_4482https://www.petronoticias.com.br/wp-content/uploads/2017/07/MG_4482-768x512.jpg 768w, https://www.petronoticias.com.br/wp-content/uploads/2017/07/MG_4482-1024x683.jpg 1024w" sizes="(max-width: 300px) 100vw, 300px" style="margin:10px 20px 10px 0px;padding:5px;border:1px solid rgb(204, 204, 204);outline:0px;vertical-align:baseline;float:left;width:auto;background:transparent">Depois de assinar contrato com o segundo maior porto da Europa, o Porto de Antuérpia, na Região de Flanders, na Bélgica, o Porto do Açu recebeu a visita dos representantes belgas, novos parceiros do mais importante empreendimento do norte fluminense dos últimos anos. No encontro, foram celebradas as oportunidades de negócio que surgem a partir da parceria. Pelo investimento, a empresa irá deter 1,176% do capital social do Porto do Açu, além de contar com um assento no conselho de administração da subsidiária. O documento também prevê a opção de investimento de outros US$ 10 milhões, em até 18 meses, ampliando a participação dos belgas para 2,352%.

José Magela, presidente da Prumo Logística, falou sobre a importância desta nova parceria: “É um dos dias mais importantes da história do Porto do Açu. Nossa parceria tem visão de longo prazo, e reúne a experiência do PAI na operação e desenvolvimento de um complexo porto-indústria com as oportunidades que o Porto do Açu oferece, como ser um complexo portuário privado, operacional e com retroárea disponível”.

Durante a visita, Kristof Waterschoot, presidente do PAI, reforçou os motivos da escolha do Porto do Açu como parceiro:  “O Porto do Açu tem 90 km² de área e localização estratégica, além de reunir componentes que são vantajosos em termos de movimentação de cargas, logística e indústria, e isso certamente é extremamente importante para o desenvolvimento de ambos os portos. Nós estivemos em contato com dezenas de outras possibilidades aqui no país e escolhemos o Porto do Açu”.

_MG_3545https://www.petronoticias.com.br/wp-content/uploads/2017/07/MG_3545-768x512.jpg 768w, https://www.petronoticias.com.br/wp-content/uploads/2017/07/MG_3545-1024x683.jpg 1024w" sizes="(max-width: 300px) 100vw, 300px" style="margin:10px 0px 10px 20px;padding:5px;border:1px solid rgb(204, 204, 204);outline:0px;vertical-align:baseline;float:right;width:auto;background:transparent">O Porto do Açu, localizado em São João da Barra, norte do Estado do Rio, tem  90 km², divididos em dois terminais: o Terminal 1,  offshore e o Terminal 2, onshore.  Além disso tem uma área para a instalação de unidades de empresas dos setores marítimo e industrial. Em 2016, o Porto do Açu foi o oitavo terminal privado em movimentação de cargas do país.

O T1 é dedicado à movimentação de minério de ferro e petróleo. Em operação desde outubro de 2014, o terminal exporta minério de ferro para a Anglo American e movimentou 16 milhões de toneladas em 2016. Neste terminal também está localizado o Terminal de Petróleo, já em operação  possui capacidade para movimentar 1,2 milhão de barris de petróleo por dia. Com atuais 21 metros de profundidade, e expansão em andamento para até 25 metros, o terminal pode receber navios capesizes e VLCCs.

O T2 é um terminal no entorno de um canal para navegação com 6,5 km de extensão, 300 metros de largura e até 14,5 metros de profundidade. As empresas TechnipFMC, NOV, InterMoor, Wartsila, Edison Chouest e BP Prumo (parceria da Prumo com a BP, e que comercializa combustível marítimo) já estão operando suas unidades no terminal. Além disso, também é neste terminal que está localizado o Terminal Multicargas, com capacidade para movimentar quatro milhões de toneladas por ano (entre granéis sólidos e carga geral). Atualmente, o terminal já realiza a movimentação de bauxita, coque, carvão e carga geral, entre outros.

O grupo, formado por cerca de 70 pessoas, visitou as instalações do Terminal Multicargas, Terminal de Petróleo e Terminal de Minério de Ferro, além das áreas dos clientes instalados no complexo. Ao final da visita, foi realizada uma cerimônia para celebração da parceria, onde o embaixador da Bélgica no Brasil, Dirk Loncke, ressaltou a importância da parceria para os dois países: “O Porto do Açu é realmente impressionante. Trata-se de um projeto grandioso e muito bem desenvolvido. Esta parceria, hoje, me deixa muito orgulhoso. Estamos assinando um acordo comercial com foco no futuro, que certamente abre caminho para novos acordos entre a Bélgica e o Brasil”.

Para Carla Machado, prefeita de São João da Barra, o município passa a ser a porta de entrada para a Europa: “Estamos juntos nessa parceria que irá beneficiar não somente São João da Barra e o Norte Fluminense, mas sim todo o país”. A prefeita ainda ressaltou a importância da criação da Zona de Processamento de Exportação (ZPE) no Porto do Açu._MG_4015https://www.petronoticias.com.br/wp-content/uploads/2017/07/MG_4015-768x512.jpg 768w, https://www.petronoticias.com.br/wp-content/uploads/2017/07/MG_4015-1024x683.jpg 1024w" sizes="(max-width: 300px) 100vw, 300px" style="margin:10px 0px 10px 20px;padding:5px;border:1px solid rgb(204, 204, 204);outline:0px;vertical-align:baseline;float:right;width:auto;background:transparent">

José Newton Barbosa, chefe da assessoria internacional do governo federal, também comentou sobre a ZPE: “Este é um empreendimento exemplar, que une o desenvolvimento industrial, a conjuntura porto-indústria e a logística. Eu faço questão de mencionar com o ministro que a instalação de uma ZPE aqui é um fator fundamental para o desenvolvimento da região”