Com 15 mil empregos gerados, a 9ª edição da Feira Brasil Offshore trouxe a expectativa de um impacto de R$ 50 milhões ao município de Macaé, no interior do Rio. A informação foi divulgada pela Prefeitura e confirmada pela assessoria de comunicação do evento, que começou na terça-feira (20 de junho) e foi até a sexta (23) no Centro de Convenções Jornalista Roberto Marinho.

Segundo a organização da Brasil Offshore, a feira oferece 5 mil empregos diretos e 10 mil indiretos. Mas de acordo com a Prefeitura, o número de empregos indiretos pode chegar a 13 mil.

A estimativa da Prefeitura é que a Brasil Offshore movimente R$ 250 milhões em negócios e receba um público de 53 mil pessoas durante o evento. De acordo com o município, a estrutura destinada à feira tem 40 mil metros quadrados com 550 empresas atuando no local.

 
Feira Brasil Offshore começou nesta terça-feira em Macaé, no RJ (Foto: Divulgação/Comunicação Brasil Offshore)

Feira Brasil Offshore começou nesta terça-feira em Macaé, no RJ (Foto: Divulgação/Comunicação Brasil Offshore)

A Prefeitura informou ainda que a Secretaria Adjunta de Trabalho e Renda promoverá o cadastramento de currículos no balcão de empregos montado pelo município e realizará visita da equipe multidisciplinar aos estandes em busca de parcerias.

"Vamos a todas as empresa na feira. É o melhor lugar para fazer contato. A tendência agora é de contratações. O viés é de crescimento e recuperação. A cada US$ 1 bilhão (cerca de R$ 3,4 bilhões) investidos no setor petróleo, 25 mil empregos são gerados", disse o secretário adjunto de Trabalho e Renda, Leonardo Pessanha.